• Novo

Inteligence Fiscal

R$1.000,00

A escrituração é uma prática contábil que consiste na utilização de sistemas e métodos próprios da profissão para realizar o registro de dados referentes ao funcionamento de uma empresa.

Em suma, toda a movimentação financeira, operações, compra e venda, comprovantes de pagamentos, tributos, empréstimos e financiamentos, dentre outras atividades, precisam ser registradas através de uma escrituração com rigor técnico.

(Além da aquisição da licença inicial de configuração este plano necessita de plano mensal)

  Política de segurança

Compromete-se com a privacidade de seus consumidores.

  Política de entrega

O prazo de entrega dos seus pedidos varia de acordo com o endereço informado para entrega.

  Política de devolução

Estes Termos de Uso incorporam a Política de Privacidade e a Política de Compra e Devolução.

Escrituração Digital

 

A modernização chegou ao ambiente financeiro/tributário trazendo com ela sistemas eletrônicos que representam uma evolução tanto para a tarefa das empresas que precisam submeter os dados, quanto para o Governo que precisa garantir a prestação dessas contas de forma mais prática e confiável possível.

O SPED (Sistema Público de Escrituração Digital), instituído em 2007, representou um grande avanço ao unificar e informatizar as atividades de recepção, validação, armazenamento e autenticação de todos os documentos e informações que constituem a escrituração contábil e fiscal das empresas e pessoas jurídicas no país, dentre outras funções.

Uma dúvida que já era comum entre os contribuintes antes da modernização do sistema, segue confundindo a cabeça dos novos empresários: qual a diferença entre escrituração contábil e fiscal?

os principais impostos federais, por isso é uma obrigação mais complexa, trabalhosa e abrangente em relação às empresas.

A ECD tem finalidades previdenciárias e fiscais através da entrega dos livros contábeis da empresa à Receita Federal. As informações da ECD também servem de suporte a outras obrigações presentes no SPED, como a própria ECF.

Ambas as formas de escrituração, exigem da empresa uma mudança de cultura no sentido da geração de informações no momento do lançamento, a fim de garantir a correção e o registro desses dados. Ambas também devem ser enviadas anualmente, porém em datas diferentes.

Os dados gerados e a transmissão destes para os órgãos competentes da Receita Federal, exigem um alto nível de organização, disciplina e precisão, afinal o não-envio ou o envio incorreto pode resultar em multas e outras sanções. Contar com um profissional de contabilidade qualificado para organizar e gerenciar a atividade de transmissão dos dados é fundamental obrigatória em algumas etapas.

 

(Todos os sistemas além de adquirir a licença de uso será necessário adquirir um pacote mensal de manutenção)

iFiscal
1500 Itens