5 Dicas de segurança empresarial

5 Dicas de segurança empresarial

 

Quando surgem comentários, matérias e artigos a respeito de segurança digital e de dados, invariavelmente o que vem à mente está ligado a melhorar as senhas de acesso, criptografar arquivos, salvaguardar em mais de um destino entre as dicas mais conhecidas.

Não diferente nos dias de hoje, a segurança da informação está também relacionada ao ambiente onde circulam as informações das empresas e corporações, mesmo depois da mudança de paradigmas onde antes circulavam incontáveis tipos e quantidades de papéis como relatórios, fichas cadastrais, documentos estratégicos e agora estes mesmos artefatos físicos foram convertidos em digitais, é fundamental haver uma hierarquia de permissões e outros tipos de controle no acesso a eles.

Isto para restringir o alcance destes documentos dentro da empresa, afinal continuam a ser manipulados por pessoas mas antes quando haviam salas, armários, fichários e outros acumuladores de papéis, hoje são armazenados em computadores chamados servidores porém diferente das condições antigas, a circulação deles dentro de uma empresa ou ambiente corporativo é praticamente invisível e perigosamente fácil de ser desviado ou interceptado.

As dicas apresentadas a seguir tem o objetivo de sugerir comportamentos para controlar também o acesso a dependências e dispositivos das empresas e dos negócios, pretendendo demonstrar como mesmo depois de anos de evolução tecnológica, os riscos ainda existem porém foram adaptados à modernidade atual.

 

 

1. Formalizar um plano como parte da vida da empresa

Uma das principais falhas em diversas empresas ao implantarem medidas de segurança está em não começar com a formalização de um plano.

Formalizar este plano significa documentá-lo, revisar periodicamente suas diretrizes em busca de falhas, fazendo assim ele tenderá a ser um elemento oficial de como a empresa conduz seus negócios.

Tudo o que é determinado para a proteção dos negócios da empresa faz referência aos funcionários, em especial quando relacionados à segurança de informações. Ao desenvolver um plano formal de segurança em um grupo estabelecido de protocolos, devem ser adicionados ao manual de boas práticas dos funcionários.

Analise estes procedimentos como parte do programa de integração da empresa, desenvolva encontros periódicos com responsáveis sobre o assunto visando rever os controles de acesso e também esses protocolos de segurança da informação.

Abaixo estão algumas condições a considerar quando resolver desenvolver este plano:

           Ele deverá ajudar a facilitar os negócios e não ser um empecilho para o fluxo de informações, riscos sempre estarão presentes

           É preciso trabalhar tendo seus funcionários como colaboradores pois em muitos casos quando resistências a determinados procedimentos são encontradas, geralmente há uma boa razão para elas existirem. Considere consultar aqueles que apresentaram resistência no intuito de obter deles o que poderia ser melhorado.

           Instruir conceitos básicos. Jamais considere que os funcionários assimilaram as diretrizes de segurança por considerar serem de fácil entendimento. Entreviste um ou outro colaborador para garantir que está claro as atribuições de cada um.

Assim que estabelecido um plano formal de segurança da informação, brechas de segurança serão eliminadas e garante o acompanhamento pela equipe. Pode também mitigar o risco de litígio quando algo errado ocorrer. Colaborando com seus funcionários estará enviando uma mensagem a eles em que valoriza suas opiniões. Desta maneira a segurança acaba tornando-se parte da cultura da empresa, um orgulho que todos terão por estarem fazendo parte.

 

 

2. Redes de computadores por fios em pisos elevados

É possível considera como tendência em algumas empresas, mais atualizadas quanto ao crescimento dos crimes cibernéticos, é verdade quando não muito tempo atrás a implantação de uma rede com fios percorrendo todo o local pelas paredes ou mesmo chão eram problemáticos mas os pisos elevados evoluíram imensamente ao longo desses anos, agora sua aplicação pode ser implementada perfeitamente em qualquer arquitetura.

A instalação desses cabos usando os pisos elevados permite uma limpeza visual onde não há riscos de tropeções, canaletas frouxas ou perdidas entre os corredores ou departamentos, os painéis de rede permitem a comutação dos pontos com maior facilidade, melhor ainda é saber que os dados estão menos vulneráveis a ataques físicos e a rede corporativa não estará mais vulnerável a ataques usando o padrão wi-fi fonte atualmente de inúmeros ataques , o velho costume de fornecer a senha do wi-fi para visitantes ou não ter um ambiente preparado para clientes e visitantes.

 

 

3. Controle de Acesso

A segurança para as instalações da empresa inicia-se com controle de acesso. Isto resulta na instalação de equipamentos e procedimentos que permitam garantir apenas as pessoas certas terem acesso aos edifícios, salas e cofres. Este controle de acesso terá a função de evitar das pessoas de fora entrarem na empresa e também ajudar na eliminação de brechas na segurança interna.

Um erro cometido por muitas corporações está em não fazerem gerenciamento contínuo do controle de acesso. Costumam ter em mente escolher uma solução uniforme para todos os prédios e instalações. Embora pareça impraticável o melhor seria permitir que os administradores de edifícios escolham seus próprios sistemas de controle de acesso. Basta definir diretrizes e padrões, mas permitindo cada edifício ter suas próprias preocupações de segurança exclusivas. Irá resultar em soluções de segurança para controle de acesso diferentes de estrutura para estrutura. É uma uma área onde a opinião dos funcionários torna-se muito importante para ser levado em consideração!

 

 

4. O Mundialmente famoso e sugerido Backup

Como é a metodologia de backup sem sua empresa? Muitas corporações simplesmente fazem backup de tudo para diversas unidades externas ou outros servidores no edifício. Porém existe uma lacuna neste procedimento. Ao processar backups muito próximos da origem, estará sob o risco de perder ambas as cópias. E no caso de invadirem o prédio, comprometendo os dados de origem e os servidores de backup? E se houver um incêndio ou uma inundação?

Backup de dados fora da origem – considere muito um servidor remoto em seus planos. Tenha uma regularidade na sua execução, diariamente como o mais indicado. Dessa maneira, mesmo na iminência do pior, havendo uma violação de dados ou dos servidores locais sendo destruídos, ainda restará a salvo e afastado do evento, o que precisa para restabelecer os negócios.

 

 

5. Efetuar testes regulares e avaliações práticas

Por fim, o ponto mais importante a lembrar sobre segurança de dados e corporativa é algo que você não pode definir e esquecer. Cybercriminosos e intrusos estão continuamente elaborando novos métodos para infiltrarem-se através dos melhores sistemas de controle de acesso e medidas de segurança de dados. Por este motivo, sua empresa deve atualizar-se rápida o bastante para ficar à frente deles. Efetuar regularmente avaliações práticas e testes de seus protocolos de segurança para certificar-se que eles ainda estão confiáveis. Atualize as vulnerabilidades conforme sejam encontradas e obtenha feedback de seus funcionários.

Preservar informações estratégicas e sigilosas assim como manter instalações protegidas existem vigilância ininterrupta, suportando medidas corretas e uma cultura empresarial empenhada em segurança, conseguirá proteger e defender suas propriedades, colaboradores e informações.

Deixe uma resposta