Como o WhatsApp pode ser uma ferramenta útil para um e-commerce?

Como o WhatsApp pode ser uma ferramenta útil para um e-commerce?

Como o WhatsApp pode ser uma ferramenta útil para um e-commerce? 

 

Que a atenção das pessoas está cada dia menor, já é um fato. Porém, há ferramentas que recebem mais a atenção das pessoas, como é o caso do WhatsApp. Por isso, é tendência empresas utilizarem o WhatsApp como meio de comunicação frequente com os seus clientes, seja para comunicação B2C ou B2B. Afinal, as mensagens rápidas são as que chegam nas mãos da audiência e têm uma taxa de abertura maior do que qualquer outro meio de comunicação eletrônico. 

Com o crescimento sem limites da internet, utilizar a ferramenta do WhatsApp passa a ser não só um ponto de contato, mas também de vendas e aquisição de novos clientes. Isso ocorre por meio de grupos informativos, listas de transmissão com clientes ou até mesmo utilizando ferramentas de automação — para gerar respostas automáticas através de menus numéricos por exemplo. 

Fazer uso deste recurso aumenta a taxa de adesão de uma campanha, por exemplo, e melhora a experiência do usuário quanto a obter respostas mais rápidas. 

É importante salientar que há alguns inconvenientes também. São eles: excesso de mensagens, grupos com interação constante ou até mesmo falha na programação de respostas automáticas. 

Então, basta tomar os devidos cuidados em relação à experiência do consumidor/usuário do aplicativo para as suas campanhas serem mais efetivas. Consequentemente, trarão um possível resultado positivo maior com menor custo de aquisição de cliente. 

Além de usar o aplicativo apenas como ponto de contato, é possível também trabalhar com jornada de vendas que já educa, instrui, desperta o problema e apresenta a solução para acontecer a venda. Tudo na mesma ferramenta — basta adequar a estratégia de forma que fique atrativa. 

Um alerta se você busca grande alcance na sua audiência: antes de mais nada, tenha estratégias claras de qual será a ação trabalhada para evitar evasão de contatos. Ou seja, antes de iniciar qualquer ação usando o WhatsApp, faça uma boa revisão das etapas e da comunicação para não perder o timing. 

O uso da ferramenta costuma ser eficaz para produtos de ticket médio a baixo, assim como para relacionamento para tickets mais altos (acima de R$ 2 mil, por exemplo). 

Embora a ferramenta seja de muito fácil acesso e esteja nas mãos de praticamente todos os consumidores, o WhatsApp tem um ponto de cuidado que precisa ser respeitado. O fato de ser possível impactar o público de forma tão próxima, também pode causar o efeito inverso se não forem respeitadas algumas regras de conduta, como: 

  

  • - Deixe claro os dias e horários que serão disparadas as mensagens; 

  • - Use copy que gere envolvimento e aguce a vontade de ler a próxima mensagem; 

  • - Evite enviar mensagens a todo momento ou todos os dias, tornando cansativo; 

  • - Ofereça conteúdos em formatos diferentes (áudio, vídeo, texto). Assim, atenderá a mais gostos; 

  • - Vendas devem acontecer, mas o excesso de oferta pode causar descrença; 

 

Faça a higienização dos contatos com determinada frequência. Isso evita que pessoas insatisfeitas bloqueiem ou denunciem a sua ferramenta. 

Com essas medidas simples, uma comunicação alinhada ao objetivo do seu e-commerce deseja e as mensagens adequadas — com copy para gerar engajamento ou vendas —, usar o WhatsApp promete ser muito promissor. E isso vale tanto no marketing de relacionamento quanto nas vendas diretas. 

 

(Fonte: Site E-commerce Brasil) 

 

Nós podemos te ajudar nessa missão. 

Conheça o Intelizap, o chatbot da Inteligence, uma plataforma completa que te ajuda a vender pelo whatsapp e te conecta de maneira muito mais próxima ao seus clientes. 

SAIBA MAIS!

Deixe uma resposta